Voltar ao topo.
Prefeitura Municipal de Nova Boa Vista

Lixo Orgânico pode virar adubo: veja os benefícios

« Anterior« Última» Próxima» Primeira
ImprimirReportar erroTags:agricultura, livre, prazo, dias, indicada, apartamentos, casas e disponibilidade502 palavras7 min. para ler
Lixo Orgânico pode virar adubo: veja os benefíciosVer imagem ampliada
Mais do que separar o lixo doméstico do material reciclável, cada cidadão pode transformar os resíduos orgânicos em adubo. O processo de compostagem, que é simples e pode ser feito em casa, beneficia o próprio morador, a cidade e o meio ambiente, pois diminui drasticamente a quantidade de lixo enviado aos aterros.
A sugestão é que se aproveite ao máximo as sobras de alimentos, como talos, cascas, sementes, raízes e folhas para o preparo de receitas. Mas as sobras inadequadas ao consumo, como cascas de ovos, frutas estragadas e borra de café, podem ir para a compostagem, gerando uma poderosa fonte de nutrientes para jardins, hortas, vasos e floreiras. Outros resíduos, como erva de chimarrão, restos de cortes e palha, também podem se transformar em composto orgânico.
Quando você transforma seu lixo em adubo, pode oferecer ao solo um material rico em nutrientes (no caso de uma horta ou mesmo para as plantas do seu jardim). 
Compostagem em sistema de enterro:
- Deve ser aberto um buraco no chão, em local sombreado, onde os resíduos orgânicos serão depositados diariamente. A dimensão e a quantidade de buracos vão depender da quantidade de material orgânico disponível e da área de plantio. Recomenda-se, para hortas e jardins no quintal, a abertura de dois ou mais buracos, podendo-se utilizar medidas aproximadas de 1 metro de comprimento, 0,50 metro de largura e 0,50 metro de profundidade.
- É importante cobrir cada camada de material orgânico com uma fina porção de solo ou de palha para evitar o sol direto e para não atrair animais.
- Pode se misturar esterco, pois acelera a fermentação e enriquece o adubo.
- O adubo orgânico somente deve ser utilizado na horta e vasos quando este estiver totalmente curtido, após um prazo de 90 a 120 dias.
Compostagem em recipientes (indicada para apartamentos e casas sem quintal):
- Quando não há disponibilidade de espaço ao ar livre para formação de pilha ou enterro dos resíduos, os mesmos podem ser dispostos em recipientes, para a fabricação do composto orgânico.
- De preferência, reaproveite baldes de plástico velho, caixas de madeira, galões de água, caixas d’água quebradas ou potes de sorvete.
- Basta depositar o resíduo orgânico no local, tendo sempre a preocupação de manter o recipiente tampado, para evitar insetos e mau cheiro.
- Faça furos no fundo do recipiente para a saída do chorume (líquido eliminado pelo material orgânico em decomposição).
- Se o recipiente estiver sobre uma superfície impermeável, coloque uma vasilha (bacia rasa) no fundo para recolher o chorume.
- O líquido pode voltar à mistura do composto ou ser diluído e aplicado nas plantas (um copo de chorume para nove litros d’água).
ATENÇÃO:
Enterre seu lixo orgânico no fundo de seu terreno para que este se decomponha ou, caso não seja possível, coloque-o na lixeira bem embalado, apenas no dia do recolhimento do lixo, que é nas quartas e sábados pela manhã, a fim de evitar extravios no lixo por cães e outros animais, proliferação de animais e mau cheiro.
Campanha da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente

Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it
Portal da transparência
Cadastre-se e receba novidades
78
128--